Em Osório paralisação das escolas estaduais é parcial

A categoria do Magistério Estadual, decidiu ontem (1), realizar uma greve até a sexta-feira (4). A paralisação foi construída em assembleia do Cpers-Sindicato realizada, nesta terça-feira (1), em frente ao Palácio Piratini, em Porto Alegre.

Os professores definiram a paralisação, devido ao novo parcelamento dos salários dos servidores estaduais, com a liberação de R$ 650 por matrícula no primeiro dia de pagamento. Este é o 18º parcelamento consecutivo feito pelo Piratini.

De acordo com a vice-presidente do Cpers, Solange Carvalho, na Região a greve deve ganhar corpo nos próximos dias. Ela frisa que é inadmissível voltar do recesso com trabalho escravo, praticamente, escravo. Revelando que um dos próximos atos da entidade será a exposição para a comunidade dos contracheques dos professores.

Uma nova assembleia será realizada na sexta-feira (4), no mesmo local, para decidir os rumos da mobilização.

De acordo com pesquisa feita pela Rádio Osório, a paralisação é parcial no município. Confira as escolas e seus indicativos a respeito da paralisação:

Escola Prudente – entre os turnos da manhã, tarde e noite, apenas 4 professores paralisados.

Escola Rural – 40 professores paralisados e 9 trabalhando.

CIEP – Greve parcial, mas mantém aulas normais.

Escola Albatroz – Greve de 100% nos turnos da manhã e da noite.

Escola General Osório – aulas normais.

Escola Maria Teresa Vila Nova – 50% dos professores estão paralisados. Estão ocorrendo aulas.

Escola Cônego Pedro Jacob – aulas normais.

Escola Mirko Lauffer (Passinhos) – aulas normais.

Post Anterior
Comerciante preso por roubo de bateria da rede de energia em Capão
Próximo Post
Confira as vagas de emprego disponíveis no Sine de Osório

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Voltar
COMPARTILHAR

Em Osório paralisação das escolas estaduais é parcial