Operação descarta quase 400 kg de produtos impróprios para consumo em Capão da Canoa

Fiscalização ocorreu em quatro estabelecimentos

A operação do Ministério Público para verificar irregularidades sanitárias, ambientais e administrativas em quatro restaurantes e bares de Capão da Canoa terminou com 370 kg de produtos impróprios para consumo descartados. Promotores de Defesa do Consumidor, da Ordem Urbanística e do Meio Ambiente vistoriaram os locais com apoio de servidores da Secretaria da Agricultura e de policiais militares.
A fiscalização ocorreu nos mesmos locais vistoriados no verão passado, quando toneladas de alimentos impróprios para consumo foram descartados e estabelecimentos interditados. Desta vez, um deles foi interditado.
O restaurante Chopp Ana estava com alimentos refrigerados com temperatura acima do permitido. Um caminhão de lixo foi chamado para que cerca de 340 kg de produtos perecíveis fossem descartados.
“Nós voltamos aos mesmos locais do ano passado e percebemos que a maioria melhorou bastante. Mas esse (Chopp Ana) precisa fazer algumas melhorias ainda”, disse o promotor de Defesa do Consumidor Alcindo Bastos.
Os outros três restaurantes também tiveram irregularidades constatadas, mas não o suficiente para interdição e terão um prazo para corrigi-las. Nos três, foram aprendidos 30 kg de alimentos.

Fonte: RdG

Post Anterior
Motociclista morre em acidente na Estrada do Mar, em Torres
Próximo Post
Colisão envolve caminhão e carro em Osório

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Voltar
COMPARTILHAR

Operação descarta quase 400 kg de produtos impróprios para consumo em Capão da Canoa