Operação Ponto Cego prende agente penitenciário em Osório

Na manhã de hoje (11), a Polícia Civil deflagrou a Operação Ponto Cego, em combate aos crimes de corrupção passiva e tráfico de drogas. Na ação, realizada pela 1ª Delegacia de Osório, com apoio da Direção do Presídio de Osório e da Corregedoria da Superintendência do Sistema Penitenciário (Susepe), mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária foram cumpridos em Tramandaí e Osório.

Um agente penitenciário foi preso e diversos documentos e anotações, aparelhos celulares, uma pistola, um carregador de pistola calibre .380, munições, anabolizantes, dois veículos e diversos óculos, sem comprovação de procedência, foram apreendidos.

Segundo o delegado João Henrique Gomes, a ação é resultado de investigação de mais três meses que apurou o envolvimento do agente público na facilitação de entrada de objetos e drogas no presídio de Osório.

Na manhã de hoje foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, um em Tramandaí e outro em Osório. Na residência do suspeito foram apreendidos documentos, carregador de pistola, munições e objetos pertinentes aos crimes investigados. Este é o segundo caso em que agentes públicos são investigados por envolvimento com tráfico de drogas, corrupção passiva e facilitação para a entrada de objetos no sistema prisional.

Em meados de 2017, a Polícia Civil, em conjunto com outros órgãos de segurança pública e o Ministério Público, desencadeou a Operação Alcatraz, na qual um agente público também foi preso por envolvimento nos mesmos crimes.