Prefeitura de Torres cria decreto que regulariza patinetes e bicicletas compartilhados

A febre de patinetes e bicicletas compartilhadas começou em Torres nas vésperas de 2020. Depois de virar moda no Rio, São Paulo, Porto Alegre e até em outros municípios do Litoral Norte, uma das maiores empresas do setor de compartilhados, a Grow — responsável por patinetes e bicicletas das marcas Grin e Yellow — começou a operar em Torres em 29 de dezembro. Dois dias antes a Prefeitura editou decreto regulamentando o serviço. De uma maneira geral, a nova prestação de serviço gera grande satisfação entre os veranistas e moradores, comenta o secretário de Turismo, Cultura e Esporte, Fernando Nery.
O decreto 268, DE 27 de dezembro de 2019 regulamenta a utilização da infraestrutura de mobilidade urbana de Torres para exploração do serviço de compartilhamento de bicicletas e patinetes de propulsão humana, bicicletas elétricas e equipamentos elétricos autopropelidos individuais (patinetes elétricas e outros), sem estação física, por meio de plataforma tecnológica em vias e logradouros públicos. Qualquer empresa interessada poderá fazer a prestação de serviço desde que siga as normas exigidas. Confira o decreto abaixo.
“Estamos muito satisfeitos com a operação em Torres, que desde o primeiro dia apresenta números acima do esperado. Já dá para perceber que a cidade recebeu bem o serviço de micromobilidade, com destaque para as patinetes. A infraestrutura do município, com ciclovias e ruas bem asfaltadas, contribui positivamente”, disse, por meio de nota, a analista de Relações Governamentais e Institucionais da Grow, Renata Greco.
Em poucos dias de operação, as patinetes já estão inseridas na paisagem da região central de Torres. Na beira-mar, nos bairros, em todos os cantos, os veículos elétricos são vistos circulando, estacionados nas calçadas à espera de novos condutores.
COMO USAR O SERVIÇO DE COMPARTILHADOS EM TORRES:
• Onde achar o aplicativo? Os serviços de compartilhados da Grow em Torres operam por meio dos aplicativos da Grin e da Rappi, disponíveis nas plataformas App Store e Google Play.
• Como alugar uma patinete? Por meio dos aplicativos, o usuário se cadastra, encontra e desbloqueia a bicicleta ou a patinete mais próxima. A área de cobertura, onde os equipamentos podem ser deixados após o uso, está disponível nos aplicativos.
• Quanto custa o aluguel das patinetes e das bikes? O usuário terá de desembolsar R$ 2 a cada 20 minutos para as bikes. Para andar nas patinetes, são necessários R$ 2 para desbloquear +R$ 0,40 a cada minuto de uso. Os créditos no Grin App podem ser comprados com cartão de crédito, boleto e transferência bancária. Em dinheiro, em estabelecimentos parceiros, como bancas de jornal e lojas, identificados no mesmo aplicativo. No aplicativo da Rappi, as formas de pagamento são cartão de crédito e débito.
• Qual o horário de funcionamento? As bikes e patinetes poderão ser usadas de segunda a segunda, 24 horas por dia.
• Há alguma restrição de uso? Apenas maiores de 18 anos podem realizar o cadastro para usufruir do serviço. A empresa recomenda apenas uma pessoa por patinete por vez.
• Onde é permitido circular com as patinetes? Na área central do município, entre o Parque do Balonismo, o Morro do Farol e a Praia da Guarita.
Fonte e foto: Ascom PMT