O pedido de Prisão Preventiva para  Bruna Nathieli Porto da Rosa, 27 anos, madrasta do menino Miguel Rodrigues dos Santos, 7 anos,  foi acatado pela Justiça,  após representação da Polícia Civil, encaminhada pelo delegado Antonio Carlos Ractz Jr, titular da DP de Imbé, que preside as investigações da morte do menino, desde o dia 29 de julho. O pedido de preventiva contou com parecer favorável do Ministério Público. Bruna estava presa temporariamente desde o dia 1º, e inicialmente foi recolhida à Penitenciária Estadual Feminina de Guaíba, onde  teria tentado o suicídio em duas oportunidades, ingerindo Shampoo.  Porém,  desde o dia 19 de agosto, foi transferida  para o Instituto Psiquiátrico Forense para avaliação psiquiátrica. O resultado da avaliação ainda não foi fornecido pela instituição. Por outro lado, a mãe de Miguel, Yasmin Vaz Rodrigues dos Santos, 26 anos, já estava presa preventivamente, desde o dia 29 de agosto, quando foi autuada em flagrante, que posteriormente   transformou-se  em prisão preventiva. Enquanto isso, o Corpo de Bombeiros Militar segue as buscas ao corpo do menino Miguel. No 29º dia, as  buscas  foram realizadas pelo contingente, desde Imbé até Torres,   sem sucesso na localização do menino.

Foto: Edgar Vaz