A comunidade de Imbé, mais uma vez está convivendo com o registro de um caso cruel contra uma criança.  No dia 19 de novembro desse ano, um casal foi preso em flagrante pelos crimes de tortura e estupro de vulnerável, contra uma criança de apenas um ano e sete meses. Uma denúncia encaminhada ao Conselho Tutelar mobilizou os conselheiros e a Guarda Municipal que foram conferir. A denúncia se confirmou, e o casal foi autuado em flagrante. O caso foi registrado no bairro Albatroz em Imbé e o flagrante foi homologado pela 2ª Vara Criminal de Tramandaí.  De acordo com a investigação realizada,  a partir de dados registrados em um smartphone, além do depoimento de testemunhos e perícias, ocorreu a confirmação que a criança era abusada sexualmente e submetida a torturas pelo padrasto, de 20 anos, com o conhecimento e a omissão da mãe, de 25 anos.  O homem já possuía antecedentes policiais por furto, roubo, apropriação indébita, tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção de menor, e foi recolhido a Penitenciária Modulada Estadual de Osório. Já a mãe, que também tinha antecedentes policiais por roubo, está presa ao Presídio Estadual Feminino de Torres. O casal foi indiciado após inquérito conduzido pelo delegado Antônio Carlos Ractz Jr., titular da DP de Imbé, pela prática dos crimes de tortura/castigo e de estupro de vulnerável.

Foto: Edgar Vaz/Rádio Osório