O deputado estadual Gabriel Souza (MDB), atuou durante  três dias,  no comando da administração do estado do Rio Grande do Sul, como governador em exercício. Porém, não foi apenas uma simples participação; audiências foram cumpridas, reuniões foram realizadas e decisões foram tomadas. Em entrevista  no  Programa Olho Vivo, comandado por Elias Silveira, o governador em exercício Gabriel Souza revelou que mesmo sendo um ato simbólico do executivo para com o parlamento gaúcho, haviam decisões a serem tomadas e providencias encaminhadas, nesse  curto período, e assim pôde cumprir verdadeiramente a função de governador. Gabriel Souza revelou que entre as ações realizadas, houve a avaliação da situação de estiagem no estado, que  é preocupante. Outra ação importante, foi  uma reunião com a secretária da Saúde, Arita Bergmann,  com  a participação de prefeitos e gestores de saúde de cinco municípios gaúchos. O objetivo dos encontros foi construir soluções para as demandas da área, em Arroio do Sal, Osório, Portão, Serafina Corrêa e Sério.  O pedido do prefeito de Arroio do Sal, Affonso Flávio Angst, de um respirador para pacientes do pronto atendimento 24 horas do município, foi atendido. Outra demanda importante, foi a tomada de providencias preventivas diante do sinalizador preocupante da nova variante ômicron da Covid-19. A iniciativa adotada foi o aumento no fornecimento de instrumentos de testagem rápida, para os municípios. Arroio do Sal, foi contemplada com o projeto Testar, que prevê o envio de testes para Covid-19 e R$ 30 mil para contratação de profissionais para testagem. O Hospital São Vicente de Paulo, de Osório deverá receber recursos para investimentos no setor hemodinâmica cardíaca, orçados em R$ 1,6 milhão. O momento político pré-eleitoral, também foi motivo de análise por Gabriel Souza, que sabidamente é candidato ao governo do estado, “a disputa interna vai indicar, mas todos sabem que o MDB tem  a pretensão de voltar ao governo do Estado, e curiosamente eu que muitas vezes fiz campanha para o Alceu Moreira, agora disputou com ele, a indicação do partido”, lembrou. O governador em exercício elogiou a decisão do governador Eduardo Leite, que deu sequência em seu mandato, à agenda de gestão deixada pelo MDB, ao final do governo de José Ivo Sartori, “muitas ações foram realizadas com base no trabalho deixado anteriormente, e isso aproximou o MDB e o PSDB”, lembrou. Indagado sobre a possibilidade de uma aliança para a próxima eleição, o governador em exercício, reconheceu que existe uma boa possibilidade, mas que isso passa pela discussão interna dos dois partidos, e a definição dos candidatos e propostas. “Existe a possibilidade sim, mas tudo passa pelas discussões internas dos partidos e suas lideranças”, declarou. Gabriel Souza, encerrou o mandato nesta sexta-feira (7), às 18h, quando passou o cargo ao vice-governador Ranolfo Vieira Júnior. Ranolfo fica como governador em exercício até o governador Eduardo Leite reassumir o posto, o que está previsto para ocorrer na segunda-feira (10).

Foto: Joel Vargas/Palácio Piratini