A promotora de Justiça e coordenadora do Grupo Especial de Prevenção e Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (Gepevid), Carla Carrion Frós, participou nesta segunda-feira, (21), do evento “Jornada Pedagógica”, idealizada pela prefeitura de Tramandaí e Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Tramandaí (Smec). As palestras ocorreram no auditório da Escola Municipal de Ensino Fundamental General Luiz Dêntice e no ginásio da Escola Municipal de Ensino Fundamental São Francisco de Assis. A jornada acontece entre os dias 17 e 24 de fevereiro em Tramandaí.   O objetivo da iniciativa é debater sobre a Lei 14.164, 11 de junho de 2021, que altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, e inclui conteúdos relativos aos direitos humanos e à prevenção de todas as formas de violência contra a criança, o adolescente e a mulher, observando as diretrizes da legislação correspondente e a produção e distribuição de material didático adequado a cada nível de ensino. Ainda, institui a Semana Escolar de Combate à Violência contra a Mulher.  A coordenadora do Gepevid, Carla Carrion Frós, salienta que a chamada Lei Maria da Penha, veio com o objetivo de modificar uma cultura de violência que, muitas vezes, começa em casa. Os filhos sofrem com a violência e tendem a reproduzi-la na vida adulta. Por isso precisamos falar de violência doméstica e familiar nas escolas. E a Lei 14.164, de junho de 2021, reforça a importância de conscientizar os profissionais da educação acerca da importância do tema e tratar em sala de aula de temas que envolvam respeito, direitos humanos, igualdade e violência. É possível trabalhar estes assuntos com todas as faixas etárias. Adolescentes precisavam, por exemplo, saber identificar os primeiros sinais de um relacionamento abusivo”.

Foto: MPRS/Divulgação