A Câmara de Vereadores de Osório, rejeitou o pedido da Bancada do PDT, de abertura de CPI para investigar fatos envolvendo o ex-secretário de Meio Ambiente, Agricultura e Pecuária de Osório, Fernando Campani e o Prefeito Roger Caputti Araujo, em relação a comercialização de sucatas, de forma ilegal. O presidente da Câmara de Vereadores, Charlon Müller, havia encaminhado o documento ao Departamento Jurídico da Casa, para análise e elaboração de parecer. Este parecer foi contrário a instalação da CPI, sob alegação de o pedido de CPI, legalmente necessita ter procedimento formal a partir de um documento, com os moldes de requerimento de um vereador. A bancada do PDT, já providenciou o documento, e o encaminhou ao presidente da Câmara de Vereadores, e a partir daí, espera-se uma nova data para ser aberto o processo de instalação da CPI. Pesam contra o ex-secretário Campani, suspeitas sobre negociações diretas e pessoais de sucatas, com a destinação dos bens sem os devidos processos administrativos. Além disso, dentre as sucatas, estava uma esteira de terceiros, ou seja pertencente Cooperativa Calixo, que foi apropriada indevidamente por determinação do secretário. Quanto ao Prefeito Municipal é atribuída a omissão quanto à negociação das sucatas e omissão quanto à apropriação indevida.

Foto: Adriana Davoglio