Agentes da Polícia Civil, da Delegacia de Osório, cumpriram um mandado de prisão preventiva, na tarde de sexta-feira (8), onde um rapaz de 36 anos, suspeito de comercializar e realizar lançamento de drogas para o interior do presídio de Osório, acabou detido. Em meados do mês de março um outro homem foi preso em flagrante pela Brigada Militar, comercializando e  lançando drogas para o interior do presídio. Na oportunidade,  um segundo envolvido teria conseguido fugir do local e da ação policial. A partir das investigações preliminares o segundo suspeito foi identificado, o que gerou o pedido de prisão ao Judiciário local, deferida e regularmente cumprida na tarde desta sexta-feira. O homem investigado foi localizado na cidade de Santo Antônio da Patrulha, onde foi capturado e conduzido à delegacia de polícia para o registro da ocorrência de cumprimento de mandado, e posteriormente conduzido ao presídio, onde ficará à disposição do judiciário.  As investigações prosseguem em andamento na Delegacia de Polícia de Osório e novas ações não são descartadas. Denuncie, colabore. Sigilo da fonte. 51.999.120.456 (whatsapp).

Cães

Os agentes da Polícia Civil da Delegacia de Polícia de Osório realizaram, na tarde de quinta-feira (07), juntamente com médico veterinário do canil municipal, a fiscalização de diversos locais supostamente envolvidos com a prática do crime de maus tratos contra animais domésticos, em Osório. Foram fiscalizados 14 locais, sendo que seis cães foram recolhidos, em razão de evidentes maus tratos. Os tutores e responsáveis pelos animais não foram localizados e nem encontrados, mas já foram intimados para prestar esclarecimentos na Delegacia de Polícia de Osório, no “cartório amigo dos animais”.  Ainda segundo o delegado Gomes, a Lei 9.605/98 regula e tipifica as condutas criminosas contra a fauna e a flora, tendo penas que podem chegar a 5 anos de reclusão,  e que as denúncias da comunidade são relevantes para o enfrentamento das infrações penais locais.

Foto: Edgar Vaz/Rádio Osório