Uma reunião realizada  na manhã de hoje,  na sede do Ministério Público em Porto Alegre, foi o passo inicial para regularização do Parque Itapeva em Torres. A iniciativa do promotor de Justiça Márcio Roberto Silva de Carvalho, tratou sobre os limites do Parque, e contou com a participação do coordenador do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente, Daniel Martini; da secretária estadual do Meio Ambiente, Marjorie Kauffmann; e do prefeito de Torres, Carlos Souza. A intenção é ajustar as zonas ocupadas por cerca de 100 famílias que hoje estão dentro da área de demarcação do parque./  A prefeitura de Torres, está propondo uma permuta, cedendo outra área e liberando para que essas famílias possam se manter no mesmo local.  O promotor de justiça Márcio Carvalho explica que existe uma ação civil pública tramitando em Torres há cerca de 14 anos, com sentença procedente, deve transitar em julgado nos próximos meses, gerando uma demanda para o Estado de cerca de R$ 50 milhões, já que as famílias teriam que ser indenizadas. O próximo passo para a efetivação desse acordo é a realização de um trabalho de campo para identificar quais famílias são anteriores à criação do parque e onde exatamente serão os limites do mesmo. Também estiveram presentes o procurador do Estado Juliano Heinen e o diretor do Departamento de Biodiversidade da Sema, Diego Melo Pereira.

Foto: MPRS/Divulgação