Agentes da delegacia de Polícia de Mostardas, com apoio do efetivo da Operação Verão, executaram a prisão preventiva de um indivíduo investigado pela prática de crime de homicídio qualificado ocorrido no primeiro semestre deste ano. A prisão ocorreu na manhã desta quinta-feira (21), e segundo o Delegado Tiago Souza, responsável pelas investigações, o crime foi cometido por dois indivíduos que acertaram a vítima com dezenas de disparos de arma de fogo, após terem arrombado a porta da casa da vítima. Já a motivação do crime está relacionada ao histórico confronto entre membros das duas maiores facções criminosas que atuam no Estado, circunstância que dificultou as investigações devido a “lei do silêncio” que impera em relação a dinâmica dos fatos.  A identificação da autoria do crime somente foi possível com o auxílio de ações qualificadas e emprego de tecnologia pelos agentes policiais. Após os atos de polícia judiciária, o preso foi encaminhado ao sistema prisional.

Capão da Canoa

As equipes de investigação e da Operação Verão, realizaram diligências em um conhecido ponto de traficância de drogas em Capão da Canoa, e onde um homem foi flagrado vendendo maconha a um usuário. Quando a equipe de policiais aproximou-se para abordagem, o comprador de drogas conseguiu fugir do local. Com o suspeito detido, e em revista pessoal, foram encontradas porções de drogas  como cocaína e crack fracionadas e prontas para a venda, cujas quantidades não foram reveladas pela polícia. Mesmo assim, foi dada voz de prisão, sendo o investigado levado a exames de corpo de delito e posteriormente apresentado na delegacia de polícia de Capão da Canoa, para a autuação em flagrante e posterior encaminhamento ao sistema prisional.

Foto: PC/Divulgação