Agentes da Polícia Civil de Imbé, prenderam na tarde desta segunda-feira(2), um casal suspeito de aplicar diversos golpes no Litoral Norte, com a promessa de entregar casa pré-fabricadas. A Operação Casa de Papel, foi comandada pelos Delegados Rodrigo Nunes e Diego Traesel. O objetivo foi desarticular e prender um casal suspeito de aplicar diversos golpes no litoral gaúcho com a promessa de entrega de casas pré-fabricadas. As investigações tiveram início a partir de ocorrência na qual a vítima relatou ter contratado a empresa investigada para a construção de dois imóveis, sendo que, após pagar aos criminosos a importância de R$ 34.000,00 (trinta e quatro mil reais), deixou de ser atendido por eles. A policia estima que mais de 50 pessoas foram vítimas do golpe, causando prejuízo superior a meio milhão de reais, com vítimas em diversas regiões do Estado, que buscavam realizar o sonho da casa própria.  De acordo com as investigações, o casal anunciava a construção de residências pelas redes sociais, recebiam parte do valor como entrada pelo serviço e este não era realizado.  Durante a operação, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, dois mandados de prisão, além do sequestro de dois veículos, bloqueio de contas bancárias e apreensão de diversos elementos de prova dos crimes praticados. Os mandados de busca e apreensão pleiteadas objetivaram não só a identificação e rastreio do dinheiro, mas também viabilizar meios para eventual reparação dos danos às vítimas.  Durante a execução das buscas, foram localizados ainda três mil eppendorfs (pinos utilizados para o fracionamento e comercialização de cocaína), balanças de precisão e resquícios de maconha e cocaína, além de um simulacro de arma de fogo. Os documentos apreendidos serão oportunamente analisados, entretanto, preliminarmente, há indicativos de que possam haver outras vítimas do golpe que ainda não registraram ocorrência policial, inclusive, houve a localização de um contrato recém firmado no último dia 30, cuja suposta vítima teria adiantado aos suspeitos o valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais). Após serem ouvidos pela Policia, o casal foi autuado e recolhido ao sistema prisional.

Foto: PC/Divulgação