A Polícia Civil deflagrou, nesta terça-feira (4), a 4ª fase da Operação La Lumière, com o objetivo de apurar crimes de exploração sexual infantojuvenil.  A ação, coordenada pela 1ª Delegacia de Polícia da Criança e do Adolescente (1ª DPCA) de Porto Alegre, do Departamento Estadual de Proteção aos Grupos de Vulneráveis (DPGV), cumpriu mandados de busca e apreensão em três locais em Imbé.  As buscas dão continuidade à investigação iniciada com a primeira fase da operação, que identificou que três crianças, com 8, 10 e 12 anos, todas irmãs, eram submetidas aos crimes de exploração sexual, prostituição, estupro e derivados do crime de pornografia infantil pelo investigado. Conforme as apurações, o suspeito agia com consentimento da mãe das menores, com quem acertava valores em dinheiro para cometer os abusos. Ambos estão presos preventivamente. Nas fases seguintes, foram identificadas outras mães que também entregavam os filhos menores para o mesmo homem.  Na operação desta terça-feira, o objetivo foi buscar mais elementos para as investigações na residência de facilitadoras dos crimes cometidos pelo investigado principal. Participaram, ao todo, 9 policiais civis e 6 peritos do IGP da área de informática. Houve o apoio de equipes da Delegacia de Imbé e da Delegacia de Tramandaí.

Foto: PC/Divulgação