O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) realizou nesta sexta-feira, (26), em Torres, a primeira edição do projeto MP na Praia 2024. Organizado pelo Centro de Apoio Operacional de Enfrentamento à Violência Doméstica (CAOEVCM), o projeto visa aproximar o Ministério Público da sociedade gaúcha que, em grande parte, migra para o litoral durante a temporada de verão.   A iniciativa conta com a adesão dos Centros de Apoio de Defesa dos Direitos Humanos; da Educação, Infância e Juventude; de Defesa do Consumidor, de Defesa do Meio Ambiente e Criminal e de Acolhimento às Vítimas, consolidando uma ação conjunta para promover a divulgação do trabalho da instituição. “A iniciativa representa uma oportunidade única de aproximação entre o Ministério Público e a comunidade litorânea, destacando o compromisso da instituição em promover a conscientização sobre os direitos da população e fortalecer os laços com a sociedade, mesmo em ambientes informais como as praias durante o verão”, destacou a coordenadora do CAOEVCM, Ivana Battaglin. Na mesma linha, a subprocuradora-geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Isabel Guarise Barrios, entende que ações como essa servem para auxiliar no conhecimento da população sobre as atribuições do MP. “Muita gente não sabe o quanto podemos ajudar nas mais diversas situações e necessidades”, ressalta.  Na ocasião, os coordenadores dos centros de apoio e servidores distribuíram materiais informativos sobre direitos dos cidadãos e serviços oferecidos pelo MPRS. Também foram realizados atendimento à comunidade com orientação e encaminhamentos de demandas.  Estão previstas ações em Capão da Canoa, no dia 1º de fevereiro, e Tramandaí, no dia 9.   Além de Ivana Battaglin e Isabel Barrios, participaram da ação em Torres as coordenadoras dos Centros de Apoio Operacional Criminal e de Proteção às Vitimas, Alessandra Moura; da Educação, Infância e Juventude, Cristiane Corrales; e de Defesa do Meio Ambiente, Ana Maria Moreira Marchesan; os promotores de Justiça Vinicius Lima e Márcio Roberto Silva de Carvalho e as servidoras Giovanna Ascari Falcão, Lilian Rodrigues, Daniela de Paula Rosa e Amanda Fronza. A secretária de Assistência Social e Direitos Humanos do Município, Helvia Sanae, também esteve no ônibus do MPRS, que sedia os atendimentos.

Foto: MPRS/Divulgação